quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

RÁDIO MANGUALDE PERDEU DEFINITIVAMENTE O ALVARÁ

Depois de no dia 11 de novembro de 2013 a Rádio Mangualde ter sido declarada insolvente, quando a emissão da estação já estava suspensa desde a concretização de uma penhora judicial que decorreu em abril desse mesmo ano, sabe-se agora que a cooperativa detentora da Rádio Mangualde não apresentou qualquer plano de recuperação junto dos credores, que ao existir e ao ser cumprido poderia ter mantido viva a possibilidade da estação continuar o seu projeto.
No dia 27 de maio último foi realizado no Tribunal de Mangualde uma diligência com o objetivo de ser efetuada a abertura de propostas a fim de efetivar a venda judicial dos bens da Rádio Mangualde, tendo sido do entendimento do administrador de insolvência, Dr. Nuno Castelhano, com a concordância do Tribunal a realização de um leilão a fim de ser tentado o aumento da venda do produto da massa insolvente.
Sabe-se agora que a ERC já cessou o alvará da Rádio Mangualde, sendo que a estação já tinha uma ausência de emissões superior a dois meses à data da declaração de insolvência, um dos motivos que pode levar a ERC a revogar a licença ou autorização.
Atualmente o alvará que pertenceu à Rádio Mangualde está na posse do Governo, sendo que para voltar a ser atribuído para o exercício da atividade de rádio o mesmo terá que estar sujeito a concurso público, o que nos próximos tempos é pouco provável.
Na possibilidade do Governo ter interesse em atribuir novamente o alvará que pertenceu à Rádio Mangualde, terá que existir um aviso de abertura de concurso público que será publicado em Diário da República.


quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

RFM É MARCA DE EXCELÊNCIA

A RFM acaba se ser reconhecida como uma Superbrand – Marca de Excelência pelo terceiro ano consecutivo. Esta distinção é atribuída pela Superbrands, entidade independente e internacional que tem como objectivo promover o reconhecimento de marcas excepcionais a nível de mercado, de fidelização, de aceitação e confiança.
António Mendes, director de programação da RFM, mostra-se satisfeito com o reconhecimento da marca junto do público e dos especialistas do mercado. “Esta distinção é notável pois combina as escolhas do público com as de um painel de especialistas. Orgulha-nos imenso sermos reconhecidos como uma marca de excelência num mercado tão fortemente competitivo. É o resultado de uma equipa de grandes profissionais que todos os dias se esforça por levar até aos seus ouvintes os melhores conteúdos e a melhor música”.
A Superbrands conta com um conselho de especialistas de Marketing e Comunicação, que avaliam 1300 marcas em termos de Domínio do Mercado, Longevidade, Goodwill, Fidelização e Aceitação. Leva também a cabo um estudo, onde os consumidores elegem, espontaneamente, as Marcas que consideram únicas, em que mais confiam, com as quais mais se identificam, que satisfazem as suas necessidades e que melhor conhecem. No final, da ponderação entre estas duas avaliações, onde mais de 2000 marcas são estudadas, são eleitas as Marcas Superbrands – Marcas de Excelência.
Fonte|Texto: r/com


terça-feira, 14 de Outubro de 2014

4.ª VAGA BAREME RÁDIO 2014

A 4.ª vaga de 2014 do estudo Bareme Rádio mostra que a Rádio Comercial, do grupo Media Capital Rádios, se mantém como a estação de rádio mais ouvida em Portugal, seguida pela RFM, do grupo r/com.
A fechar os lugares do pódio ficou a Rádio Renascença, também do grupo r/com.
A TSF, do grupo Controlinveste, continua a ficar fora das estações mais ouvidas.
Por grupos de estações, o Media Capital Rádios ocupa o 1.º lugar, seguido do grupo r/com. O universo das rádios do grupo RTP ficou no último lugar dos premiados nos números das audiências.


Fonte: Marktest

quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

MORREU O JORNALISTA FERNANDO DE SOUSA

Fernando de Sousa, correspondente da SIC em Bruxelas, morreu aos 65 anos.
O jornalista que, entre outros órgãos de comunicação social, passou pela Rádio Difusão Portuguesa, estava em Milão para a cobertura da cimeira sobre o emprego.
Nascido a 16 de fevereiro de 1949, Fernando de Sousa em 2006 foi condecorado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Ordem do Infante D. Henrique.